Fêmeas que se comportam como machos

1 comentários

E ai, gateiros???
Hoje vou falar da minha Franzinha, meu foguetinho. Fran está com 1 ano de idade e desde o primeiro cio (6 meses) começou a marcar território, como um machinho.

Mas não há lugar na casa em que ela não tenha borrifado seu xixi marcador de território!!! Tá danado, viu?!

Como eu sei que isso é marcação de território? Porque ela se posiciona de bumbum virado para o local escolhido (Ex: parede, sofá, TV), levanta o rabinho que fica tremendo igual uma anteninha e joga um jato num ângulo de 90 graus com gotas de xixi no lugar. Pronto: já era, ela vai repetir no mesmo local em breve. Haja vinagre!!!

Hoje eu pesquisei na internet e descobri uma mistura de água, vinagre, bicarbonato, limão e sal que promete tirar o cheiro de urina dos locais marcados. É minha luz no fim do túnel...e claro, a castração, que será feita tão logo quanto possível!

Ok, eu sei, meus gatos são complexos...mas tudo bem, mamãe tem o coração mole como um pudim! rsrsrs

Até a próxima!




Gatos muito gorduchos

2 comentários
Olá gateiros e gateiras!
Admito: tenho uma fixação por gatos gordos...
Bom, o gato, por si só, já conta com o fator fofura extrema....mas o gato gordo....meu Deus....eu piro!
Além disso, acredito que quando ficam doentes acabam sendo mais resistentes, por causa da tal reserva de gordura rsrsrs.
Claro que não estou falando daqueles gatos americanos de 20 kilos! Jesus! Que tutores sem noção de deixar os bichinhos chegarem a tal ponto! Ai já é demais, pois a "fofura uber extrema" acaba virando doença cardíaca, diabetes, problemas de articulação....(ok, são lindos mesmo os ultra obesos, mas não pode, minha gente). 
Acredito que estes bolos fofos são gatos que se alimentam, além da ração seca, de sachês, de latinhas de patê, de petiscos....e quem sabe até de comida mesmo! E tudo em excesso!
Eu ofereço sachê para meus gatos, mas bem pouco. Pietro, por fazer uso de comprimido diário, acaba ingerindo patê todos os dias para facilitar nessa manutenção do remédio, mas olha o resultado...bolota total!!!
Já os petiscos (aqueles snacks de saquinho) eu parei mesmo, cismei que fazem mal.
Olho a quantidade de sódio de todos e creio que os menos prejudiciais são os sachês da Royal Canin, mas aceito sugestões.
Ai, gente, tem coisa mais gostosa que 6 kilos de delicia cremosa dormindo em cima da gente? Nãooo!!!

Gatinhos espertos até demais!

1 comentários
Pessoal!
Apesar de conviver há 14 anos com gatos, eu ainda me surpreendo...estes dias descobri que minha Francesca abre portas! Vê se eu aguento isso? Olha o perigo! Ela vai pulando na maçaneta até abrir. É muito esperta!
E chora, eu disse...chora... quando eu estou fechada em algum lugar e ela fica do outro lado da porta!
Franzinha é muito espoleta, é meu foguetinho!!! Espero que não ensine aos outros felinos estas levadices! Abrir porta é muito perigoso.
Mas ela sabe levar a mamãe na manha, deita em cima de mim e me lambe até quase me esfoliar (rsrsrs língua áspera)...
Ah, mamãe derrete pela foguetinho!

Narizinho cor de rosa

1 comentários
Oi gente!
O meu Pietro é lindo demais! Como se não bastasse ser lindo assim, ele fica de vez em quando com o narizinho mais rosa ainda!

Na primeira vez que o nariz passou de rosa claro para rosa pink eu achei que fosse alergia à um produto de limpeza, foi um desespero, eu me sentindo culpada por ter limpado com produto forte e já querendo dar um antialérgico para ele....mas percebi que ele fica assim varias vezes, sem motivo...ou eu ainda não descobri!

Eu acredito que aconteça quando eles brincam muito e ficam cansados, ai o nariz e as patinhas ficam mais rosinhas, pois Sophie é assim também quando brinca com varinhas. 

De qualquer forma é bom conhecer o seu próprio gatinho, porque quando isso aconteceu com a Mel era um processo alérgico mesmo!

E seu gatinho, fica com o nariz rosa pink?




E de noite?

1 comentários

Olá gateiros!

Seus gatinhos dormem a noite toda?

Os meus não...aliás, Mel (idosinha) dorme. Tão boazinha dormindo.... Mas Sophie (2 anos), Pietro e Franzinha (10 meses cada) não dormem um minuto de noite! Acho que quanto mais novos mais ativos na madrugada, né? 

Sophie, minha lady, não dorme, mas também não perturba. Fica brincando na dela, com o arranhador, com os brinquedinhos, como uma princesa muito educada. O único barulho que ela faz é quando usa a caixinha de areia de madrugada...nossa, ai é uma raspação sem fim!!!!

Mas, gente...Franzinha e Pietro....meu deus! Parece que tomam Red Bull viu?!!! Correm um atrás do outro passando pela cama, batendo nas portas e trombando nas mobílias. Uma farra só! Depois Fran começa a chorar/miar e Pietro mastiga meu cabelo, o travesseiro, a coberta, minha orelha, etc. É uma luta...rsrsrs. Mas são tão gostosinhos que eu não fico brava...só cansada! Beeem cansada.

Já de tarde eles dormem bastante...aff....

Estou esperando ansiosamente Fran e Pietro crescerem um pouco para eu voltar a dormir uma noite inteira! Amém!



Cuidado com gatos idosos

2 comentários

Você tem um gatinho idoso?

Eu tenho, a Melzinha vai fazer 14 anos. Acredito que é importante oferecer uma ração super premium sênior, pois eles precisam de nutrientes especiais nessa fase da vida. Royal Canin e Hills tem ótimas rações para gatos na terceira idade. Alguns sachês destas marcas também são boas opções.

Eu, particularmente, não daria mais petiscos com corantes ou recheios, pois nesta idade eles têm tendência a ter diarreia, inflamação no intestino, gastrite....

Fico triste por ter oferecido a Mel rações sem qualidade (aquelas de supermercado) no começo da sua vida. Aliás, até uns 9 anos de idade para ser sincera. Eu realmente não tinha consciência da importância de não dar rações comparadas a junk food humana para meus gatos. Acredito que isso prejudicou demais a saúde delas na velhice.

Também acho muito importante o gatinho idoso tomar um sol na janela (com tela, pelo amor de Deus). Mel AMA sol, e no inverno fica procurando as frestas da casa onde bate sol para ela deitar e cheirar o ventinho (é fofo isso né? cheirar um não sei o quê...)

Ah, gente...tem que mimar muito nossos idosinhos né? Eles nos ensinam sobre amor incondicional e temos muito que agradecer a eles! 

Mel ganha 459 beijinhos por dia...e você, como mima seu idosinho?


Gatinhos filhotes e mamadeiras

1 comentários
Oi pessoal!

Vocês já adotaram um filhotinho?

Aaah...tem coisa mais fofinha? Não! Mas dá um trabalhinho, né?

Quando adotei Sophie há dois anos eu não sabia de um erro comum, cometido por mamães de gatos, à respeito de dar leite ou não. Primeiro que eu cismei que ela estava querendo leite (quando a adotei estava com mais de 60 dias de vida)...mas não era necessário, pois ela havia mamado de sua própria mãezinha até aqueles dias. Uma amiga que sempre teve gatos me disse que ela poderia ficar "aguada", e com pelos arrepiados ou "oriçados" (me recuso a escrever eriçado, como no dicionário), então eu dei rsrsrs. Claro que ela aceitou! Eu coloquei o leite desnatado com água na seringa e virei Sophie de costas como um bebê para tomar igual mamadeira....olha o perigo!!!!!!!!! Ela poderia ter engasgado e o leite poderia ter ido para o pulmão e ter uma pneumonia!!! Nunca façam isso!!! Graças a Deus eu desisti de continuar com a ideia depois da primeira seringa! Sabem que ela realmente não ficou cm o pelo arrepiado?! rsrsrsrs. 

Outra coisa, os gatos não precisam de leite (de vaca). Os filhotes que forem desmamados muito cedo (com menos de 60 dias) podem ser alimentados com leite em pó próprio para gatinhos, que vende em pet shops...os leites de vaca fazem mal aos gatos, provocam diarreia e até alergias. Se for dar leite na seringa ou na mamadeira NADA de virar de costas, eles devem estar de quatro (normal) com a cabecinha um pouco mais levantada. Só isso.  

Não sei de onde veio a lenda que devemos dar leite aos gatos...ok, eles gostam mesmo, mas não é bom oferecer...claro que para animais de rua (que nobremente queremos alimentar) não vejo problema em oferecer a eles um pires de leitinho...melhor que morrer de fome na rua né?




Cat Nip: você oferece para seu gatinho?

4 comentários

Olá pessoal!

Quem aí usa a erva do gato? Eu acho o máximo ver os bichinhos rolando, tentando pegar borboletas imaginárias....rsrsrsr

Fiquem relaxados....A cat nip não faz mal algum! Pelo contrário, ela diminui a agressividade e o stress, e ainda estimula os gatinhos de apartamento a brincarem como se estivessem num jardim cheio de passarinhos e borboletas! 

Não se preocupem, a cat nip não vicia, não é tóxica e não é uma droga. É apenas uma planta que só tem efeito em felinos. 

Você pode ter a planta in natura mesmo, no jardim (ou vasinho), ou a erva seca, que pode ser colocada nos brinquedos e arranhadores. 

Meus gatos costumam comer a erva seca, rolam no arranhador, cheiram e em 10 minutos já passa o efeito.

É muito bacana!!!


Uma torre para seu gatinho ser feliz

1 comentários

Olá gateiras e gateiros! 

Outro dia falei da importância da varinha de brincar para os gatinhos não é? Hoje vou falar dos arranhadores. Gente, eu sei que são caros, mas é realmente importante que seu gatinho se sinta em casa, que sinta que há lugares onde ele se sinta seguro e à vontade. Como diz o Jack Galaxy, temos que "gatificar" nossa casa para eles! Afinal, queremos ser tutores de gatos felizes não é?

Estes arranhadores com toca para o gato esconder, com cordinha, com bolinhas, com prateleiras, além do próprio arranhador, são muito bons! Eles brincam, ficam menos agressivos, interagem entre eles (se for mais de um gato), escondem dos barulhos, ficam no alto observando tudo...

Sophie adora a torre dela! Olha a pose de rainha que ela faz!

Não, não é frescura! É amor, é cuidado e dedicação. Passamos anos sabendo as coisas que os cães amavam e agora estamos descobrindo o gosto dos felinos, que é beeeeeem diferente dos cachorros...

Vamos lá, pessoal, invistam num arranhador tipo torre!

A importância da varinha para brincar

2 comentários

Vocês já pensaram na importância das brincadeiras com nossos gatinhos? Sempre que assisto ao programa Meu Gato Endiabrado vejo que as singelas varinhas com peninhas na ponta fazem maravilhas pelos gatinhos!

Servem para distrair, acalmar, diminuir a agressividade, estimular a caça politicamente correta (rsrsrs tadinhos dos passarinhos né?)....Gente, na boa: a varinha é imprescindível numa casa que tenha gatos!!!

Sophie fica com olhos vidrados na varinha! Faz até esquecer momentaneamente a raiva que ela tem dos filhotes resgatados...

Não custa nada, gateiros, vamos brincar com eles uns 10 minutos por dia! 


Seu gato chora enquanto você toma banho?

2 comentários

Gente, tem gatinha mais linda que Sophie? Ela é tão engraçadinha que eu ficaria horas só olhando para ela. Ok, eu já fico! Bom, mas o assunto do post é...

Eu não posso tomar banho com Sophie no banheiro senão ela abre o berreiro assim que eu desligo (isso, desligo) o chuveiro! É muito curioso isso...sempre tento imaginar o que ela pensa...exemplos: "Coitada da mamãe, está toda molhada". Ou: "Mamãe, você está presa nessa caixa de vidro?", ou: "Mamãe, tome banho você, não venha me dar banho por favor". Ou será que eu mudo de cheiro e ela fica na dúvida se eu sou a mamãe???

Alguém ai sabe me explicar o motivo desse comportamento? O barulho é mais ou menos assim: uêee uêee uêeeee....umas 457 vezes....

Lá em casa apenas Sophie age assim quando eu tomo banho. E, se eu fecho a porta, quando abro ela está deitada na porta do banheiro me esperando...tipo: "você sobreviveu, mamãe!"

O que eu faço? Uai, tento explicar que não precisa chorar e tal. Mas todo dia é a mesma coisa...

Você sabe o que é sibilar?

4 comentários

Oi gateiros!!!!

Seus gatinhos fazem Fuuuuzzzzz??? Sopram vento??? Riscam fósforo??? Pois então... eles SIBILAM! Sim, esse é o nome certo do "rosnar" dos gatos! Aposto que vocês não sabiam!!!!!!!!

Acho interessante falar isso, pois, observo nos veterinários, e acho muita graça o diálogo: "- Vet: sua gata assopra? - Sabrina: Sim, ela rosna. Ou: - Vet: Se ela riscar fósforo a gente coloca a focinheira. -Sabrina: Xiii, ela fez fuzzz".

Rsrsrsrsrrs, parece que estamos falando de coisas diferentes, né?  Olha só como fica mais claro: "Sua gata sibila? Sim, ela está sibilando. Ah, ok."

Lá em casa Mel sibila mais que todos, pois ela é a mais brava. Ok, ela é muito mais brava. Tá...ela é mega ultra brava. Mas então, continuando, Sophie, Francesca e Pietro também sibilam. Todos os gatos fazem isso quando querem demonstrar que não não gostando de determinada situação. Aliás, recentemente observei que gatos filhotinhos (até 3 meses) não sibilam. 

Pensando aqui...tem hora que dá vontade de sibilar, né? :)









Quando nossos gatos não se amam mais

3 comentários

Olá gateiros e gateiras! 

Sinto uma saudade imensa do tempo que eu tinha gatos que se davam bem. Mães ficam felizes quando seus filhos se divertem juntos...Mel e Tininha se amavam lindamente...Quando adotei Sophie, Mel tinha acabado de perder a irmãzinha de tantos anos e eu imaginei que a tristeza acabaria com uma nova gatinha no lar. Eu acertei! Em pouco tempo as duas estavam se lambendo e brincando. Mel saiu da depressão! Era tudo tão lindo...Foi praticamente perfeito. 

Mas esse amor não durou muito!...Quando mudei de casa, de cidade, adotei novos filhotes, etc, Mel e Sophie passaram a brigar entre si e com os novos gatinhos. O caos se instaurou e ainda permanece no lar felino. 

E também depois que Mel ficou doente, internou, voltou pra casa, operou, internou de novo, etc, etc, etc, Sophie não a reconhecesse mais e a ataca todo dia. Por sua vez, Mel desconta o ataque e elas vivem nesse eterno bate-e-desconta. 

Como não bastasse, não posso nem pensar em juntar os quatro ainda, pois os filhotes estão querendo brincar e pular e Mel e Sophie não acham a menor graça neles. Por enquanto, Sophie faz estágio de 5 minutos por dia com Fran e Pietro, para adaptação. 

Não tá fácil pra ninguém!!! Mas ainda sonho com os quatro na cama dormindo juntinhos...


Gatinhos que comem fios

6 comentários

Oi pessoal!

Minhas gatas mais antigas, Mel e Tininha (in memorian), nunca me deram trabalho no sentido de comer coisas perigosas para elas! Passei 11 anos acreditando que gatinhos jamais comeriam algo que fizesse mal a eles...(sonho meu)

Quando adotei Sophie começou minha preocupação, e agora com Pietro e Fran minha preocupação triplicou. 

Há um ano Sophie engoliu uma fita de cetim, e a agonia durou três dias até sair no cocô (inteira). Conversei com veterinários e descobri que isso é muito, muito, mas muito perigoso. Os gatos sentem uma atração quase irresistível por objetos lineares (fio de lã, fita de cetim, fio dental, fio de pipa, fio de cabelo, arame de pão, etc). Acontece que, quando colocam estes objetos na boca, para brincar, não conseguem cuspir e acabam engolindo, como reflexo. O pior é que as linhas muitas vezes não descem inteiras, ficam presas na base da lingua e a outra ponta desce, dando nó no aparelho digestivo, perfurando (!!!!!) estômago e o intestino também. Pensa no tanto que eles sentem dor e podem, sim, acabar morrendo. Solução: veterinário urgente e cirurgia (com sorte apenas a endoscopia resolve).

Pietro e Fran amam fios de telefone, de televisão, de geladeira. Perigo-mor!!! Se o gato morde o fio ele leva um choque e se queima! A gatinha da minha amiga perdeu a língua, os dentes e o céu da boquinha ao mastigar um fio elétrico. Meu Deus! Melhor encapar com aqueles protetores de plástico resistentes, né?

Além de fios, alguns gatos são obsecados por cabelos. Ai....Sophie é um destes gatos....acordo a noite e quando vejo (com muita dificuldade, devido aos meus 7 graus de miopia) um tufo de cabelo na boca de Sophie!!! Não basta mastigar, ela corta os fios e engole! Meu Deus, que perigo isso também! Pode ferir o intestino! Vivo achando cabelo meu no cocô dela. Claro que eu não deixo, mas de madrugada ela age silenciosamente...e então, as vezes acordo com um corte meio repicado, ou mesmo uma franja que eu não tinha. 

Oh, Jack Galaxy, venha ao Brasil, por favor! Tenho 4 gatinhos endiabrados para você dar um jeito!

A saga das tentativas de dar remédio para um gato arisco

4 comentários

Oi gente! Estou até envelhecendo com a guerra deflagrada na minha casa desde que minha gatinha Mel ficou doentinha e precisa tomar remédios duas vezes ao dia. 

Como não bastasse a luta corporal que é dar o comprimido e fazer Mel engolir a cápsula inteira, ainda tenho que ultrapassar o "obstáculo Sophie", que não está entendendo nada do que está acontecendo...

Explico...eis o que eu passo duas vezes por dia: primeiro preciso tirar a Mel debaixo da minha cama. Eu vou para um lado, ela vai para o outro. Eu não consigo entrar debaixo da cama, então fico em volta tentando cercá-la. Assim sucessivamente até que consigo puxar uma patinha (a troco de uma mordida que levo) e a agarro pelo cangote (onde ela perde a força) e a arrasto para fora da cama. Esse processo leva uns 40 minutos. 

Então já com a Mel no colo ela começa a chorar, pois sabe o que vai acontecer...isso faz Sophie achar que a tortura vai começar, e então ela começa a me atacar, atacar a Mel, gritar e correr pelo quarto. Me tranco no banheiro com a Mel, se Sophie não tiver conseguido fazer a Mel se soltar ao me atacar (mordidas em geral). 

Bom, enfim, dentro do banheiro eu enrolo a Mel em uma toalha, ficando só a carinha do lado de fora (vale observar que ela fica tão linda, parece um rolinho primavera). Daí ela chora mais...e do lado de fora Sophie começa a esmurrar a porta do banheiro e gritar como se tivesse sendo espetada com ferro quente. Neste momento eu sempre penso que o vizinhos imaginam que sou uma torturadora compulsiva de gatos. Ah, como é difícil. 

Mas voltando...então já com Melzinha em forma de sushi eu dou uma seringa de água para molhar a garganta e os comprimidos não grudarem (muito importante). Daí eu enfio uma seringa de pressão, especial para injetar cápsulas na goela do gato (ufa, Deus abençoe quem inventou isso). Só que Mel tem um mecanismo especial que faz ela conseguir cuspir o comprimido que estava no meio da goela. Então eu pego o comprimido babado e enfio com a mão na goela dela. Ela cospe. Eu tento enfiar a cápsula mole entre seus dentes. Ela trava a mandíbula. Então eu pego a seringa novamente e abro sua boca com uma das mãos e com a outra enfio a seringa, mas na hora da pressão ele desmancha por estar molhado, então eu pego outro comprimido. Nesse momento a Mel começa a espumar pois o conteúdo da capsula derrama na sua língua e ela sente o gosto ruim do remédio. Babação generalizada.

Para desviar o foco da capsula eu aproveito e dou o xarope de bronquite na seringa pequena de insulina (ah, como esse é fácil...) e já enfio logo após o meio comprimido de outro remédio, que é pequeno. Esse dissolve na boca e ela acaba engolindo um pouco. 

Voltando à cápsula-monstro...então com a nova e seca cápsula eu novamente injeto lá dentro da garganta e, com sorte, consigo ser rápida a ponto de continuar segurando sua boca aberta e com a outra mão pegar a seringa de água e jogar água goela abaixo junto com a cápsula (ai já não sei que mão eu uso, talvez os dentes). Aleluia!

Finalmente, uma hora e vinte e cinco minutos depois, saímos a duas do banheiro e ganhamos mordidas extras de Sophie. E assim acontece de 12 em 12 horas...


Gatinhos que babam por amor

18 comentários
(imagem de Resgatinhos)

Gente! Essa é nova até para mim, que convivo com gatos há 13 anos!

Meu namorado havia me dito que Francesca babava quando ficava no colo dele "amassando pãozinho" e ronronando. Eu, claro, duvidei. Quem tem gatos sabe que amassar pãozinho é o movimento que os gatos fazem com as patinhas como se estivesse mamando e apertando o peitinho da mamãe. Isso significa segurança e tranquilidade. E claro, amor.

Quase não acreditei quando vi com meus olhos (redundância necessária) pingar gotas e gotas de saliva da boquinha da Francesca enquanto ela ronronava e "amassava o pãozinho" olhando amorosamente para meu marido...

Confesso que, neurótica que sou, achei que ela estivesse doente. Mas pesquisei e descobri que realmente alguns gatos babam de amor enquanto ronronam. Meu Deus, que coisa mais linda!!!! 

Pensa numa cena de amor sublime! Ela deve saber que foi ele quem a salvou no mato...

Gatos são surpreendentes! Cada dia uma descoberta!

Estou louca para ver Franzinha babando por mim!!! Ownnn...


Por que gatos escondem dor?

2 comentários

Você sabia que felinos escondem sua dor? Eu descobri isso quando perdi minha Tininha para um tumor apenas 4 dias depois de ela ficar prostrada. 

Pesquisei na época, e até hoje, e vi que os gatos, desde seus ancestrais, tem o hábito de esconder a dor para não ficarem vulneráveis para seus inimigos e caçadores. 

Minha Sophie é um anjo, um docinho, os vets sempre comentam que é o gato mais dócil que já viram etc...mas quando Mel volta debilitada da clínica, ou quando está doentinha, ou até presa (por mim) para tomar os remédios, nem dá pra acreditar...mas Sophie avança na pobre da Melzinha. Parece que deixa e reconhecer a irmã, que é sempre tão dominadora. 

Acho até que ela pensa assim: "Ou, sua gata fracote, o que você fez com minha irmã fortona?" 

É triste, mas é a natureza...

Essa situação de esconder dor ao máximo torna muito difícil o diagnóstico precoce de uma doença em gatos. Eles custam a ficar debilitados (ou mostrar isso para seus tutores).

Sei de casos que um gatinho mordeu sua tutora (que estava mexendo num lugar muito dolorido) segundos antes de morrer. E outro, mais espantoso, de uma gatinha que caiu do terceiro andar, teve muitas feridas, mas subiu as escadas e morreu assim que sua tutora abriu a porta e a viu na porta do apartamento.

Isso serve de alerta! Devemos sempre observar qualquer mudança no comportamento dos nossos filhinhos peludos. Afinal, eles são tão dignos que não fazem drama nenhum para nos preocupar a toa. 

Ah..os gatos... nobres e especiais!


Gatinhos bravos

3 comentários

Ok...Confesso que durante anos evitei transportar minhas gatas para o veterinário...(só em último caso eu quase surtava, mas levava) Elas eram muito bravas, ariscas e eu simplesmente não conseguia colocá-las numa caixa de transporte. :(

Eu era bem inexperiente, ou bem conformada com a agressividade delas (principalmente ao ver uma monstruosa caixa de transporte)

Isso não é legal!!

Se somos adotantes responsáveis, devemos saber agir de acordo com a personalidade do nosso gatinho, mesmo se ele for hiper, mega, uber, ultra, blaster arisco, como minha Melzinha. 

Hoje, graças a Deus e a uma querida amiga, consigo colocar qualquer gato numa caixa de transporte e ainda consigo dar comprimidos! Aleluia! Isto é...incriiiiiivel!

Quantas cicatrizes eu tenho? Não importa, importa a paz na consciência de saber que fiz e faço tudo pelo bem estar dos meus pequenos. Afinal, a responsabilidade é minha, né? 

Ah, já tô até esnobando: meu colega de trabalho reclamou que não castra seu gato porque ninguém consegue pegá-lo para levar ao veterinário...logo falei: deixa que eu resolvo isso! rsrsrsrs tô podendo!

Gatos hiperativos

6 comentários


Oi gente! Ando até cansada de tanto trabalho que meus gatinhos resgatados, Pietro Mingauzinho e Francesca, estão me dando! 

Cheguei a conclusão que são gatos hiperativos. Estão o tempo inteiro demandando minha atenção: engolem brincos, cordas, papel, brinquedos...tudoooo. Felizmente algumas coisas eu vejo à tempo e consigo tirar da boca, mas é questão de segundos. Pelas minhas contas eles estão com 3 meses de idade, eu espero que seja passageira esta fase!!!!

Nunca tive gatinhos tão levados!!! Help!

Compramos arranhador e floral para ver se acalmam, mas até agora nada.

Levadices da semana: quebraram um vaso lindo antigo meu e tentaram comer os caquinhos. Comeram alguns pedaços de cartolina. Deixaram os brinquedinhos dentro do pote de água ( e água jogaram para fora). Comeram meu cabelo (na minha cabeça). Tiraram meu brinco para engolir (três vezes). Abriram duas gavetas da escrivaninha e tiraram tudo de dentro. Abriram um guarda roupa e jogaram várias pastas para fora.

É mole ou quer mais????????? Meu Deus, preciso do Jackson Galaxy (do programa Meu Gato Endiabrado) urgente em casa! rsrsrsrs, alias...buaaaaaá!!

Ainda estou confiante no floral, vou aguardar!


Bolas de pelos

2 comentários
Pessoal, todo gato adora ficar horas se lambendo não é? 

Recentemente descobri que filhotes demoram um pouco até ter essa noção de higiene extrema, mas logo começam a passar o dia na lambeção sem fim!!! rsrsrs. 

Minha Sophie deve gastar umas boas 10 horas do dia nessa função, e ela é muito muito muito muuuito peluda! Mel não é peluda, mas também gosta de lamber as patinhas e a barriguinha. 

Além de ser um gesto muito higiênico, acho uma graça observar Sophie se lambendo sempre que come alguma coisinha, nem que seja um petisquinho. 

Dizem que o gato tem esse hábito há séculos, para esconder o cheiro de alimento do inimigo...Mas eu me preocupo com gatos peludos, pois engolem pelo demais. Eu costumava oferecer para Sophie a ração Royal Canin Hair Ball, mas descobri que existe um petisco bem específico muito eficaz que faz os gatos eliminarem os pelos nas fezes, diminuindo a probabilidade de obstrução intestinal, é o Hair Ball da Hill´s. 

À principio, Sophie não achou delicioso não, mas eu ofereço e ela come tranquilamente, e as vezes até a estimulo, dando na boca mesmo. 

É um perigo isso de engolir muito pelo! Fico pensando nos donos de persas, como será que fazem com tanto pelo engolido??? Sem contar que as famosas "bolas de pelo" (que de bola não têm nada e deviam se chamar charutos de pelo) que encontramos de vez em quando pela casa são muito desagradáveis, né? Eu assusto até hoje com elas, mesmo depois de conviver tantos anos com gatos. E vocês, o que fazem para diminuir o impacto do pelo no estômago dos gatinhos?


Mamãe de primeira viagem (de gatinho, óbvio)

3 comentários
Oi gente! Em homenagem a uma amiga que em breve será mamãe de gato, vou dar minhas dicas, de experiências pessoais, para quem acaba de adotar um gatinho: 
1 - providencie: uma caminha (ou almofada de chão ou uma toquinha), uma caixa de areia própria (as melhores são com aba para a areia não sair para fora, e o melhor granulado é o TidyCat), três comedouros rasos (gatos não gostam de encostar os bigodinhos nas laterais do comedouro porque dá aflição): um para água, um para ração seca e outro para eventuais patês (yumiii miauu). Também: um arranhador (de papelão ou de fibra de corda) e rações premium ou super premium (vai te economizar no veterinário mais tarde)
2 - tele as janelas (até do banheiro)
3 - proteja seu bebê contra pulgas com frontline
4 - no veterinário: vermifugue, vacine e faça o exame de FIV/FELV
5 - acostume desde cedo com coisas do tipo: banho (de dois em dois meses está bom), coleira peitoral, escovação de pelos, entrada na caixa de transporte (o terror da minha Mel) e o mais temido: corte de unhas!!! (há cortador especifico e o corte deve ser acima da linha cor de rosa de cada unha)
6 - providencie ainda: bolinhas, ratinhos de espuma e uma varinha especial para gatos para o peludinho se distrair
7 - providência nível master: compre uma torre enorme para seu gatinho brincar de subir, para ele se esconder, brincar com as bolinhas...enfim, uma parque de diversões para seu gatinho não ficar entendiado de ficar dentro de casa (não estão pensando em deixá-lo sair para passear, né?)
8 - castre sempre, macho ou fêmea
9 - tenha petiscos de qualidade, tipo o Hill´s (anti bola de pêlo)
10 - e prepare-se para conhecer o amor incondicional e surpreendente de uma gatinho apaixonado por você!!!
(nessa foto Mel está deitada no seu arranhador de papelão preferido - ela gosta mais deste, Sophie prefere o de corda)

Os gatos dizem eu te amo?

1 comentários
Sim!!!!!!!!! Os gatos dizem "eu te amo" e eu sou prova disso. Depois de ler várias reportagens sobre comunicação de felinos, descobri que quando estão olhando para nós e fecham os olhinhos bem devagar, estão dizendo que nos amam...não é lindooooo????? Talvez os cachorrinhos digam eu te amo lambendo, mas os gatinhos são (sempre) diferentes! Minha gatinha Mel(da foto) olha fixamente para mim no estilo "sou sua dona", já Sophie olha com o olhar mais doce desse planeta e pisca bem devagarinho....dai eu faço o mesmo...e ela entende!!!!! Ah...como são especiais.....

Gatinhos na pia

1 comentários


Gente, Sophie A-M-A uma pia! Não sei se é porque e mais fresquinho, ou porque pinga um pouquinho de água que ela aproveita para lamber, ou talvez o formato aconchegante...o fato é que as vezes ela até dorme na pia do banheiro...Sabendo disso, não uso água sanitária no ralo da pia nem no box do banheiro, outro lugar que ela adora (todo cuidado é pouco). Aliás, as minhas gatas adoram o banheiro todo, pois não posso abrir o armário debaixo da pia que elas pulam rapidinho lá dentro! Vai entender, né? Ah, os gatos...

Amo esse texto de como dar comprimido para um gato...quem nunca???

1 comentários
  1. Pegue o gatinho e aninhe-o no seu braço esquerdo como se segurasse um bebê, tendo o comprimido na palma da mão esquerda. Coloque o indicador e o polegar da mão direita nos dois lados da boquinha do bichano e aplique uma suave pressão nas bochechas. Quando o felino abrir a boca, pegue rápido o comprimido da palma da mão esquerda e atire-o lá para dentro. Deixe o gato fechar a boquinha e engolir. 
  2. Recupere o comprimido do chão e o gato de detrás do sofá. Aninhe o gato novamente no braço esquerdo e repita o processo. 
  3. Vá ao quarto buscar o gato e jogue fora o comprimido meio desfeito. 
  4. Retire um novo comprimido da embalagem, aninhe o gato no seu braço, segurando firmemente as patas traseiras com a mão esquerda. Obrigue o gato a abrir a mandíbula e empurre o comprimido com o indicador direito até o fundo da boca. Mantenha a boca do gato fechada e conte até 10. 
  5. Recolha o comprimido de dentro do aquário e o gato de cima do guarda-roupa. Chame a sua esposa para ajudar. 
  6. Ajoelhe-se no chão, tendo o gato firmemente preso entre os joelhos. Segure as quatro patas. Ignore os rosnados ameaçadores do gato. Peça à sua esposa que segure firmemente a cabeça do bichinho com uma mão e force a ponta de uma régua para dentro da boca do gato com a outra. Ela deve deixar rolar o comprimindo pela régua e esfregar vigorosamente o pescoço do gato. 
  7. Desça o gato de cima da cortina e retire outro comprimido da embalagem. Tome nota mental de que precisará adquirir outra régua e mandar consertar as cortinas. Cuidadosamente varra os cacos das estatuetas e dos vasos do meio da sala e guarde-os para colar mais tarde. 
  8. Enrole o gato numa toalha grande e peça à sua esposa que se deite por cima de forma a que apenas a cabeça do gato apareça por debaixo do sovaco dela. Instale o comprimido na ponta de um canudinho, obrigue o gato a abrir a boca e mantenha-a aberta com um lápis atravessado. Assopre o comprimido do canudinho para dentro da boca do gato. 
  9. Consulte a bula para verificar se comprimido de gato faz mal a ser humano. Tome uma cerveja para lavar o gosto da boca. Faça um curativo no antebraço da sua esposa e remova as manchas de sangue do carpete com água fria e sabão. 
  10. Retire o gato do galpão do vizinho. Pegue outro comprimido. Abra outra cerveja. Coloque o gato dentro do armário e feche a porta até o pescoço de forma que apenas a cabeça fique de fora. Force a abertura da boca do gato com uma colher de sobremesa. Jeitosamente, utilize um elástico como atiradeira para lançar o comprimido pela garganta do gato. 
  11. Procure uma chave de fenda e ponha a porta do armário novamente no lugar. Tome a cerveja. Procure uma garrafa de cachaça. Tome um traguinho. Aplique uma compressa fria na bochecha e verifique a data da sua mais recente vacina contra tétano. Aplique uma compressa de cachaça na bochecha para desinfetar. Tome mais um traguinho. Jogue a camiseta no lixo e procure outra no quarto.
  12. Ligue para os bombeiros, pedindo que venham retirar o desgraçado do gato lá de cima da árvore do outro lado da rua. Peça desculpas ao vizinho que se machucou ao tentar desviar-se do gato em fuga. Retire o último comprimido da embalagem. 
  13. Amarre as patas da frente às patas de trás desse danado e prenda-o firmemente à perna da mesa de jantar. Nas mãos, ponha luvas de couro. Do quintal, puxe a mangueira. Empurre o comprimido para dentro da boca da besta, seguido de um pedaço de carne. Segurando firmemente a cabeça desse terror felino, mande-lhe meio litro de água goela abaixo, para que o comprimido desça.
  14. Tome o que sobrou da cachaça. Peça à esposa que o leve ao pronto-socorro mais próximo. Agüente firme enquanto o médico lhe costura os dedos e o antebraço e retira os restos do comprimido de dentro do olho direito. Lembre-se: "homem não chora". A caminho de casa, use o celular para falar com as casas de móveis para se informar sobre o preço de uma nova mesa de jantar.  (autor anônimo)

Você acredita em homeopatia e floral para animais?

2 comentários
Pessoal eu não acreditava em homeopatia e florais, mas, seguindo o conselho de uma amiga, resolvi dar o floral "fase do cio" para Sophie...e ai eu voltei a dormir!!! Aleluia! Como a castração da Tuf Tuf é mais complicada, (assunto para outro post) eu tive que conviver com esse cio ininterrupto por muito tempo. Dificil demais! Tadinha, parece até que doi né? O bom é que em 3 dias o floral fez efeito e Sophie acalmou e a paz voltou a reinar no lar dos gatinhos (no caso, minha residência). Li recentemente em um livro sobre animais que a homeopatia será muito utilizada no futuro (para humanos também), pois não tem efeito colateral. Tanto o floral quanto a homeopatia trabalham a energia do paciente melhorando o seu equilíbrio físico e emocional. Olha, nem precisa acreditar, funciona. Alguém já usou algum destes tratamentos nos seus animais?

Gatinhos vesgos

4 comentários

Oi gente! Quem já viu um gatinho vesgo? Eu nunca tinha visto pessoalmente até que virei mamãe de um lindo vesguinho! As histórias contam sobre cruzamentos de gatos siameses e tals...mas, pra mim, eles só existem só para aumentar o fator fofura...ai a pessoa fica olhando fixamente para essa doçura e deixa ele fazer o que quiser, não é? Meu Mingauzinho é mais lento que sua irmã gêmea, será que é por causa da visão? Será que ele enxerga normal? Acho que não existe cachorrinho vesgo, alguém já viu? Conta ai!

A personalidade do seu gatinho

1 comentários
Os humanos, mesmo filhos de pais e mãe iguais, tem personalidade diferentes não é? Engraçado, eu achava que os filhos felinos teriam comportamentos parecidos, mas não. Já tive 5 gatos, cada um de um jeito diferente. Por que será? Claro que a maioria esconde com barulho de campanhia, tem medo de visita, adora ficar numa toquinha...mas puxa, filhos da mesma mãe de criação às vezes são tão diferentes né? Por que Mel não entra em caixa de transporte (só a força depois de horas) e Sophie entra meio desconfiada, mas entra, e os bebês entram achando lindo??? rsrsrs. E por que Francesca ama o ratinho de borracha que Sophie despreza? E as manias? Um ensina pro outro? Mel começou a lamber a água do chão do box e agora Sophie também quer...E Pietro que é irmão gêmeo de Francesca, mas ela que decide as brincadeiras e a hora de comer dos dois? Adoro isso, ver que os bichos tem personalidade única! E o seu, como é?

Gatos só fazem o que querem. E você?

4 comentários
Oi pessoal! Minha gata Sophie é um doce, um denguinho, um anjinho. Mas ela é uma gata...e gato só faz o que tem vontade. São autênticos. Não consigo fazer um chameguinho na barriga de Sophie...ela não deixa e pronto. Até morde se eu insistir! Eu ainda vou ser assim um dia...rsrsrs. Admiro demais este comportamento felino. Os humanos fazem coisas para agradar, mesmo sem estar com muita vontade. E depois ainda cobram! Deus me livre! E pra que essa necessidade de agradar sem nem saber se o outro tá gostando??? Ah...os gatos não!.. Os gatos só comem o que acham apetitoso, só brincam com o que acham que estimula sua inteligência, só ficam no colo quando estão com vontade, são 100% verdadeiros. Os humanos deviam observar mais este comportamento para tentar aprender, sabe. Ora, se eles só fazem o que estão com vontade, imagina que delícia que é quando eles estão com uma super vontade de fazer carinho na gente! É uma avalanche de denguinhos, lambidinhas, cheirinhos...Eu mesma queria dizer várias vezes ao dia: "Não. Não estou com vontade." Ou..."vou fazer porque eu quero". Ah...que paraíso. Bom, muita gente fala na tora o que quer ou não quer. Mas isso não é muito bem apreciado pelo nosso costume brasileiro. Sou completamente a favor do "porque eu estou com vontade" e ponto. 

Gato x cachorro

2 comentários
Gente, não sei quanto a vocês, mas quando alguém chega para mim e fala algo do tipo: “por que você não tem um cachorro ao invés de gato”? Ou...”por que você não gosta mais de cachorro que de gatos, pois cachorro é fiel, blá, blá, blá...

Oi????????? Quem falou que uma coisa exclui a outra? Se você gosta do seu pai então você não gosta da sua mãe? Céus, como tem gente limitada nesse mundo, né? O amor é soma, eu consigo amar vários bichos, oras. Mas, assim como algumas pessoas se identificam mais com cachorros, eu me identifico mais com gatos...fim.

Alias, fim nada. Aff, tenho é muita coisa para falar sobre isso. Rsrsrs. É um exercício de paciência falar toda vez: “olha, gato é muito legal também...deve ser porque você nunca conviveu com um...” Ou: “sabe, cada um gosta mais de uma coisa, não é?” Ou...”fulano, quando que você esteve com um gato para falar que gatos não são legais? Ah...nunca né?” Ou...”gente, gato gosta do dono sim, é que gatos não são submissos..”

Aaaaaaah neeeemmm.

De uma vez por todas... Pessoas de amor (atualmente) limitado, atenção: duvido não se apaixonarem por um gatinho se ficarem uma semana com ele em casa! E tenho dito!