Bolas de pelos

2 comentários
Pessoal, todo gato adora ficar horas se lambendo não é? 

Recentemente descobri que filhotes demoram um pouco até ter essa noção de higiene extrema, mas logo começam a passar o dia na lambeção sem fim!!! rsrsrs. 

Minha Sophie deve gastar umas boas 10 horas do dia nessa função, e ela é muito muito muito muuuito peluda! Mel não é peluda, mas também gosta de lamber as patinhas e a barriguinha. 

Além de ser um gesto muito higiênico, acho uma graça observar Sophie se lambendo sempre que come alguma coisinha, nem que seja um petisquinho. 

Dizem que o gato tem esse hábito há séculos, para esconder o cheiro de alimento do inimigo...Mas eu me preocupo com gatos peludos, pois engolem pelo demais. Eu costumava oferecer para Sophie a ração Royal Canin Hair Ball, mas descobri que existe um petisco bem específico muito eficaz que faz os gatos eliminarem os pelos nas fezes, diminuindo a probabilidade de obstrução intestinal, é o Hair Ball da Hill´s. 

À principio, Sophie não achou delicioso não, mas eu ofereço e ela come tranquilamente, e as vezes até a estimulo, dando na boca mesmo. 

É um perigo isso de engolir muito pelo! Fico pensando nos donos de persas, como será que fazem com tanto pelo engolido??? Sem contar que as famosas "bolas de pelo" (que de bola não têm nada e deviam se chamar charutos de pelo) que encontramos de vez em quando pela casa são muito desagradáveis, né? Eu assusto até hoje com elas, mesmo depois de conviver tantos anos com gatos. E vocês, o que fazem para diminuir o impacto do pelo no estômago dos gatinhos?


Mamãe de primeira viagem (de gatinho, óbvio)

3 comentários
Oi gente! Em homenagem a uma amiga que em breve será mamãe de gato, vou dar minhas dicas, de experiências pessoais, para quem acaba de adotar um gatinho: 
1 - providencie: uma caminha (ou almofada de chão ou uma toquinha), uma caixa de areia própria (as melhores são com aba para a areia não sair para fora, e o melhor granulado é o TidyCat), três comedouros rasos (gatos não gostam de encostar os bigodinhos nas laterais do comedouro porque dá aflição): um para água, um para ração seca e outro para eventuais patês (yumiii miauu). Também: um arranhador (de papelão ou de fibra de corda) e rações premium ou super premium (vai te economizar no veterinário mais tarde)
2 - tele as janelas (até do banheiro)
3 - proteja seu bebê contra pulgas com frontline
4 - no veterinário: vermifugue, vacine e faça o exame de FIV/FELV
5 - acostume desde cedo com coisas do tipo: banho (de dois em dois meses está bom), coleira peitoral, escovação de pelos, entrada na caixa de transporte (o terror da minha Mel) e o mais temido: corte de unhas!!! (há cortador especifico e o corte deve ser acima da linha cor de rosa de cada unha)
6 - providencie ainda: bolinhas, ratinhos de espuma e uma varinha especial para gatos para o peludinho se distrair
7 - providência nível master: compre uma torre enorme para seu gatinho brincar de subir, para ele se esconder, brincar com as bolinhas...enfim, uma parque de diversões para seu gatinho não ficar entendiado de ficar dentro de casa (não estão pensando em deixá-lo sair para passear, né?)
8 - castre sempre, macho ou fêmea
9 - tenha petiscos de qualidade, tipo o Hill´s (anti bola de pêlo)
10 - e prepare-se para conhecer o amor incondicional e surpreendente de uma gatinho apaixonado por você!!!
(nessa foto Mel está deitada no seu arranhador de papelão preferido - ela gosta mais deste, Sophie prefere o de corda)

Os gatos dizem eu te amo?

1 comentários
Sim!!!!!!!!! Os gatos dizem "eu te amo" e eu sou prova disso. Depois de ler várias reportagens sobre comunicação de felinos, descobri que quando estão olhando para nós e fecham os olhinhos bem devagar, estão dizendo que nos amam...não é lindooooo????? Talvez os cachorrinhos digam eu te amo lambendo, mas os gatinhos são (sempre) diferentes! Minha gatinha Mel(da foto) olha fixamente para mim no estilo "sou sua dona", já Sophie olha com o olhar mais doce desse planeta e pisca bem devagarinho....dai eu faço o mesmo...e ela entende!!!!! Ah...como são especiais.....

Gatinhos na pia

1 comentários


Gente, Sophie A-M-A uma pia! Não sei se é porque e mais fresquinho, ou porque pinga um pouquinho de água que ela aproveita para lamber, ou talvez o formato aconchegante...o fato é que as vezes ela até dorme na pia do banheiro...Sabendo disso, não uso água sanitária no ralo da pia nem no box do banheiro, outro lugar que ela adora (todo cuidado é pouco). Aliás, as minhas gatas adoram o banheiro todo, pois não posso abrir o armário debaixo da pia que elas pulam rapidinho lá dentro! Vai entender, né? Ah, os gatos...

Amo esse texto de como dar comprimido para um gato...quem nunca???

1 comentários
  1. Pegue o gatinho e aninhe-o no seu braço esquerdo como se segurasse um bebê, tendo o comprimido na palma da mão esquerda. Coloque o indicador e o polegar da mão direita nos dois lados da boquinha do bichano e aplique uma suave pressão nas bochechas. Quando o felino abrir a boca, pegue rápido o comprimido da palma da mão esquerda e atire-o lá para dentro. Deixe o gato fechar a boquinha e engolir. 
  2. Recupere o comprimido do chão e o gato de detrás do sofá. Aninhe o gato novamente no braço esquerdo e repita o processo. 
  3. Vá ao quarto buscar o gato e jogue fora o comprimido meio desfeito. 
  4. Retire um novo comprimido da embalagem, aninhe o gato no seu braço, segurando firmemente as patas traseiras com a mão esquerda. Obrigue o gato a abrir a mandíbula e empurre o comprimido com o indicador direito até o fundo da boca. Mantenha a boca do gato fechada e conte até 10. 
  5. Recolha o comprimido de dentro do aquário e o gato de cima do guarda-roupa. Chame a sua esposa para ajudar. 
  6. Ajoelhe-se no chão, tendo o gato firmemente preso entre os joelhos. Segure as quatro patas. Ignore os rosnados ameaçadores do gato. Peça à sua esposa que segure firmemente a cabeça do bichinho com uma mão e force a ponta de uma régua para dentro da boca do gato com a outra. Ela deve deixar rolar o comprimindo pela régua e esfregar vigorosamente o pescoço do gato. 
  7. Desça o gato de cima da cortina e retire outro comprimido da embalagem. Tome nota mental de que precisará adquirir outra régua e mandar consertar as cortinas. Cuidadosamente varra os cacos das estatuetas e dos vasos do meio da sala e guarde-os para colar mais tarde. 
  8. Enrole o gato numa toalha grande e peça à sua esposa que se deite por cima de forma a que apenas a cabeça do gato apareça por debaixo do sovaco dela. Instale o comprimido na ponta de um canudinho, obrigue o gato a abrir a boca e mantenha-a aberta com um lápis atravessado. Assopre o comprimido do canudinho para dentro da boca do gato. 
  9. Consulte a bula para verificar se comprimido de gato faz mal a ser humano. Tome uma cerveja para lavar o gosto da boca. Faça um curativo no antebraço da sua esposa e remova as manchas de sangue do carpete com água fria e sabão. 
  10. Retire o gato do galpão do vizinho. Pegue outro comprimido. Abra outra cerveja. Coloque o gato dentro do armário e feche a porta até o pescoço de forma que apenas a cabeça fique de fora. Force a abertura da boca do gato com uma colher de sobremesa. Jeitosamente, utilize um elástico como atiradeira para lançar o comprimido pela garganta do gato. 
  11. Procure uma chave de fenda e ponha a porta do armário novamente no lugar. Tome a cerveja. Procure uma garrafa de cachaça. Tome um traguinho. Aplique uma compressa fria na bochecha e verifique a data da sua mais recente vacina contra tétano. Aplique uma compressa de cachaça na bochecha para desinfetar. Tome mais um traguinho. Jogue a camiseta no lixo e procure outra no quarto.
  12. Ligue para os bombeiros, pedindo que venham retirar o desgraçado do gato lá de cima da árvore do outro lado da rua. Peça desculpas ao vizinho que se machucou ao tentar desviar-se do gato em fuga. Retire o último comprimido da embalagem. 
  13. Amarre as patas da frente às patas de trás desse danado e prenda-o firmemente à perna da mesa de jantar. Nas mãos, ponha luvas de couro. Do quintal, puxe a mangueira. Empurre o comprimido para dentro da boca da besta, seguido de um pedaço de carne. Segurando firmemente a cabeça desse terror felino, mande-lhe meio litro de água goela abaixo, para que o comprimido desça.
  14. Tome o que sobrou da cachaça. Peça à esposa que o leve ao pronto-socorro mais próximo. Agüente firme enquanto o médico lhe costura os dedos e o antebraço e retira os restos do comprimido de dentro do olho direito. Lembre-se: "homem não chora". A caminho de casa, use o celular para falar com as casas de móveis para se informar sobre o preço de uma nova mesa de jantar.  (autor anônimo)

Você acredita em homeopatia e floral para animais?

2 comentários
Pessoal eu não acreditava em homeopatia e florais, mas, seguindo o conselho de uma amiga, resolvi dar o floral "fase do cio" para Sophie...e ai eu voltei a dormir!!! Aleluia! Como a castração da Tuf Tuf é mais complicada, (assunto para outro post) eu tive que conviver com esse cio ininterrupto por muito tempo. Dificil demais! Tadinha, parece até que doi né? O bom é que em 3 dias o floral fez efeito e Sophie acalmou e a paz voltou a reinar no lar dos gatinhos (no caso, minha residência). Li recentemente em um livro sobre animais que a homeopatia será muito utilizada no futuro (para humanos também), pois não tem efeito colateral. Tanto o floral quanto a homeopatia trabalham a energia do paciente melhorando o seu equilíbrio físico e emocional. Olha, nem precisa acreditar, funciona. Alguém já usou algum destes tratamentos nos seus animais?

Gatinhos vesgos

4 comentários

Oi gente! Quem já viu um gatinho vesgo? Eu nunca tinha visto pessoalmente até que virei mamãe de um lindo vesguinho! As histórias contam sobre cruzamentos de gatos siameses e tals...mas, pra mim, eles só existem só para aumentar o fator fofura...ai a pessoa fica olhando fixamente para essa doçura e deixa ele fazer o que quiser, não é? Meu Mingauzinho é mais lento que sua irmã gêmea, será que é por causa da visão? Será que ele enxerga normal? Acho que não existe cachorrinho vesgo, alguém já viu? Conta ai!